Top 5 filmes: Casas assombradas

terça-feira, 27 de Outubro de 2009


As casas antigas sempre me fascinaram. Eu próprio vivo numa e há alturas a meio da noite quando tudo está mais calado que juro que o ar que se respira é diferente. Mais denso. O que me leva ao tema deste Top – as casas assombradas. Da comédia ao terror puro, há de tudo por aqui. Venham daí.

5º: 13 Ghosts de William Castle

O veterano William Castle é um dos favoritos do Maus da Fita e aqui está ele mais uma vez com mais um filme sobre uma casa assombrada (ver HOUSE ON HAUNTED HILL). O “gimmick” aqui usado por Castle para entreter miúdos e graúdos foi o Illusion-O, uns óculos especiais que, quando usados, permitiam aos espectadores verem os fantasmas (no caso dos corajosos), ou não (no caso dos medrosos), truque esse conseguido olhando através do filtro azul ou vermelho dos óculos. Fixe, não é? Porque é que hoje em dia não se fazem mais deste tipo de coisas? Eu cá pagava para ver um filme destes!


4º: Beetlejuice de Tim Burton

O filme que fez toda uma geração de cinéfilos se apaixonar por Burton e ainda hoje um filme de culto em certos círculos. Para a memória ficam as caras de assombração de Geena Davis e William Baldwin e a cara de assombrada de Wynona Ryder e da sua imortal Lydia. Recheadinho de efeitos especiais deliciosos e de uma grandiosa banda-sonora por parte de Danny Elfman, é no entanto Michael Keaton no papel principal que rouba os holofotes todos ao resto da produção: o seu Beetlejuice é, no mínimo, uma criação de génio.


3º: The Amityville Horror de Stuart Rosenberg

Baseado em factos reais, devo admitir que me assustei mais com o documentário incluído no DVD sobre a história por trás do filme, do que propriamente com o próprio filme. O que não quer dizer que o filme não seja bom. Pelo contrário, dentro do género é um bom filme que só não chega a ser muito bom porque lhe falta algo. O filme que se segue tem esse tal “algo” às paletes. Vamos a ele.


2º: The Others de Alejandro Aménabar

Este filme foi uma surpresa para muito boa gente, gente essa que não conhecia ainda o trabalho de Aménabar. Para mim foi somente a confirmação do seu imenso talento. Com uma Nicole Kidman luminosa e a provar que isto dos filmes de terror não é só para actores de baixo calibre (muito pelo contrário), a história surpreende-nos pela maneira como nos deixamos envolver por ela e pela capacidade que o realizador tem, como exímio contador de histórias, de nos puxar o tapete por debaixo dos pés quando menos o esperávamos. Um clássico contemporâneo.


1º: The Innocents de Jack Clayton

Uma pérola e, para mim, o melhor filme de sempre sobre uma casa assombrada. Adaptado por Truman Capote para o cinema a partir da obra The Turn of the Screw, o veterano britânico Jack Clayton monta aqui uma verdadeira tour-de-force com a ajuda preciosa do extraordinário director de fotografia Freddie Francis. Cada frame perfeitamente iluminado e enquadrado, este filme quase poderia servir de exemplo a uma masterclass de como fazer assustar pessoas a P/B widescreen. A jóia desta coroa pertence, contudo, a Deborah Kerr no papel principal de uma tutora que se vai ver a braços com situações um tanto ou quanto tétricas que a vão levar a tomar medidas extremas. Confesso que este filme me arrepia de todas as vezes que o vejo. Um conselho para tirarem dele o melhor partido: vejam-no à noitinha com as luzes apagadas. Fiquem com a canção que abre o filme.